Flamengo pressiona e busca empate no fim contra o Grêmio em Porto Alegre

Jovem Lincoln fez gol importante pela Copa do Brasil


 Flamengo mostrou que tem força para brigar pelo título das três competições que ainda disputa em 2018. Ontem, diante do Grêmio, atual campeão da Libertadores, em Porto Alegre, o time comandado por Mauricio Barbieri não desistiu em momento algum e, aos 48 do segundo tempo, com o garoto Lincoln, buscou o empate em 1 a 1. Dia 15, no duelo de volta, o Rubro-Negro, com a Nação a favor, no Maracanã, precisa de vitória para ir à semifinal da Copa do Brasil.
"Venho trabalhando muito. Hoje (ontem), fui abençoado com o gol. Vamos em busca da classificação", disse Lincoln, de 17 anos. "Jogo muito complicado, mais uma vez a gente mostrou a força do grupo. Foi um grande jogo, de time grande. Estou muito feliz de fazer o gol", completou.
Seguro na defesa, o Flamengo suportou bem os 20 primeiros minutos de pressão do Grêmio, que, em casa, tentava pegar o adversário desprevenido. Marlos Moreno e Rodinei deram trabalho ao goleiro Marcelo Grohe. A equipe dirigida por Renato Gaúcho, porém, transformou a sua superioridade em vantagem no placar aos 37 minutos. Léo Moura fez ótima jogada pela direita e, após tabela com Ramiro, deu passe preciso para Luan abrir o placar.
"Acho que está faltando agressividade na hora de marcar. Isso (agressividade) acabada diminuindo espaço. Temos que voltar mais agressivos na marcação. Não adianta ter posse de bola no campo defensivo. Tem que ser do meio para frente, para poder buscar o gol", analisou Réver, no intervalo.
No segundo tempo, sem promover alterações, Barbieri coordenou uma espécie de ciranda no Rubro-Negro. Paquetá passou a ocupar a ponta direita, e Everton Ribeiro para a posição de Diego, que recuou um pouco.
Apesar do jogo equilibrado, o Flamengo não parecia se aproximar do empate. Por isso, aos 16, o técnico trocou Marlos Moreno por Vitinho.
O líder do Brasileiro tinha a posse de bola, sufocava o Grêmio, às vezes apenas com Diego Alves no campo de defesa, sem, no entanto, criar chances claras de gol.
Aos 31, Lincoln substituiu Uribe. O Rubro-Negro continuava a sufocar o adversário, como se ignorasse o fato de estar na condição de visitante.
Lucas Paquetá estava para sair quando quase marcou aos 41. O Grêmio conseguia, na segurança de Marcelo Grohe, segurar o resultado. Até Lincoln, após Renê tabelar com Everton Ribeiro e cruzar, fazer seu segundo gol como profissional e manter o Flamengo vivo no clássico.
Flamengo pressiona e busca empate no fim contra o Grêmio em Porto Alegre Flamengo pressiona e busca empate no fim contra o Grêmio em Porto Alegre Revisados por Raphaella Araújo em agosto 02, 2018 Avaliação: 5

Nenhum comentário